"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, todos vão entender que dinheiro não se come". ( VALDOMIRO MAICÁ)

segunda-feira, 22 de março de 2010

Iogurte de Araticum

Ingredientes:
- 1 litro de leite de saquinho (não faça com o de caixinha)
- 1 copo de iogurte natural
- 1/2 kg de polpa de araticum
- açúcar a gosto

Modo de fazer:
Ferver o leite e deixá-lo esfriar até que fique com a temperatura 45º C (obs.: usar termômetro apenas de laticinio, o normal quebrará ao contato com o calor) / (outra dica: se não tiver o termômetro, utilize a sua palma da mão para sentir a temperatura de maneira que suporte o calor, ele deverá  estar morno);
Misturar o iogurte natural com o leite e deixar descansar por 8 horas.
O resultado final será uma coalhada .
Acrescente a polpa do araticum e açúcar a gosto, misture bem e coloque em vasilhame compatível com 200 g (se tiver formas de iorgurte melhor) e levar para resfriar na geladeira.




Batida de Araticum

Ingredientes:
- 2  xícaras de bebida destilada (pinga ou vodka)
- 1 lata de leite condensado
- 2  xícaras de água
- 1 xícara de polpa de araticum

Modo de fazer:
Bater no liquidificador, adicionar gelo e servir.

Fonte: Universidade Católica de Goiás, 1992

ARATICUM


Entre as frutas nativas brasileiras que não se transformaram em espécies cultivadas, o araticum-do-cerrado é uma das que apresenta o maior índice de aproveitamento culinário. Além do consumo in natura, são inúmeras as receitas de doces e bebidas que levam o sabor perfumado e forte de sua polpa, acrescida, muitas vezes, pelos sabores de outras frutas: batidas, licores, refrescos, bolachas, bolos, sorvetes, cremes, geléias, gelatinas, compotas, quindim, docinhos, doces-de-coco, doces-de-leite, etc.

Nome comun: Araticum, marolo e bruto
Nome científico: Annona crassiflora Mart.
Família: Annonaceae
Vegetação de ocorrência: Cerrado e Cerradão
Porte da planta: Arbóreo com 6-8 m de altura por 2-4 m de diãmetro de copa
Frutos por planta: 30-80
Época de coleta de frutos: Fevereiro e março
Dimensão do fruto: 9-15 cm de comprimento por 10-15 cm de diâmetro
Peso do fruto: 500-4.500 g
Cor da casca do fruto maduro: Amarronzada
Cor da polpa: Branca, amarela e rósea
Sementes por fruto: 60-190
Peso de 100 sementes: 300 g
Aproveitamento alimentar: A polpa é consumida 'in natura' ou na forma de sorvetes, sucos, geléias, doces, licores, bebidas, creme, compota, iogurte e recheios para bolos e chocolates.



Veja no tags RECEITAS - faça e prove algumas das culinárias com a fruta araticum.

POSSIBILIDADES DE UTILIZAÇÃO DAS FRUTEIRAS NATIVAS DA REGIÃO DO CERRADO

Muitos frutos de plantas nativas do cerrado, provenientes de uma atividade extrativista e predatória, são comercializados e consumidos 'in natura' ou beneficiados pela indústria  caseira na forma de sorvetes, sucos, licores e geléias, etc., com grande aceitação popular. A maioria desses frutos possuem elevados teores de açúcares, proteínas, vitaminas e sais minerais, além de um sabor característico sem igual.

Estas particularidades lhes garante um futuro promissor abrindo boas perspectivas para sua exploração agroindustrial.

A demanda interna por novos sabores, principalmente pela indústria de sucos, sorvetes e geléias é crescente; o mercado externo poderá ser conquistado com sucesso, pois trata-se de frutos com sabores ainda desconhecidos em muitos países.

Apesar de pequeno número de informações sobre o cultivo das fruteiras nativas dos Cerrados, algumas sugestões para suas utilizações serão apresentadas neste blog.

Fonte: Embrapa

CONHECENDO MAIS SOBRE O CERRADO

A região dos Cerrados abrange aproximadamente uma área de 204 milhões de hectares distribuida principalmente nos estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia, Piauí, Maranhão e Distrito Federal.

Devido a sua extensão e situação geográfica, esta região apresenta grande variação de solos, clima, fauna e flora.

O clima da região possui caracteristicas próprias, podendo ser caracterizado como tropical estacional, onde se distingue um período chuvoso e outro seco, com duração de cinco a seis meses.

As temperaturas médias anuais situam-se entre 22°C ao Sul e 27°C ao norte.

Os solos, em sua maioria, são profundos, apresentando baixa fertilidade natural, acidez elevada, baixa capacidade de armazenamento de água, relevo plano a suave ondulação, e boas condições fisicas para mecanização.

A fauna constitui-se em sua maioria por insetos, aves, roedores e répteis, caninos e felinos.

A flora da região é bastante diversificada, distinguindo-se mais de quarenta tipos fisionômicos.

As formações predominantes apresentam as seguintes caracteristicas:

Fig. 1 - CERRADO: representa o agrupamento de árvores baixas, com ramificações irregulares, troncos retorcidos com casca grossa, folhas coriáceas e caducas, distribuida sobre um extrato herbáceo e subarbustivo.


Fig. 2 - CERRADÃO: apresenta-se com árvores maiores, pouco retorcidas, com razoável cobertura vegetal, dando um aspecto de mata e uma vegetação herbácea e arbustiva muito rala.


Fig 3 -  CAMPO SUJO: possui vegetação predominantemente herbácea e arbustiva.


Fig. 4 - CAMPO LIMPO: apresenta vegetação herbácea com ramos arbustos e ausência de árvores.


Fig. 5 - MATA DE GALERIA: com vegetação densa, árvores grandes, distribuidas ao longo dos vales e rios.


Fig. 6 - VEREDAS: apresenta palmeiras (buritis) e árvores distribuidas em campo limpo, em locais de solos úmidos.


Fonte: Embrapa/DF.

PLANO DE PREVENÇÃO DO CERRADO

As indústrias que usam carvão vegetal terão prazo até 2013 para deixar de comprar carvão de mata nativa do Cerrado. A medida faz parte do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento no Cerrado, divulgado hoje pelo ministro do Meio Ambiente. O plano tem como eixos centrais o monitoramento, o controle, a proteção de áreas, o ordenamento territorial e o incentivo à atividades sustentáveis. 17/03/2010 - TV NBR - 2:14


http://www.agrosoft.org.br/agropag/213709.htm

siga o blog