"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, todos vão entender que dinheiro não se come". ( VALDOMIRO MAICÁ)

segunda-feira, 22 de março de 2010

ARATICUM


Entre as frutas nativas brasileiras que não se transformaram em espécies cultivadas, o araticum-do-cerrado é uma das que apresenta o maior índice de aproveitamento culinário. Além do consumo in natura, são inúmeras as receitas de doces e bebidas que levam o sabor perfumado e forte de sua polpa, acrescida, muitas vezes, pelos sabores de outras frutas: batidas, licores, refrescos, bolachas, bolos, sorvetes, cremes, geléias, gelatinas, compotas, quindim, docinhos, doces-de-coco, doces-de-leite, etc.

Nome comun: Araticum, marolo e bruto
Nome científico: Annona crassiflora Mart.
Família: Annonaceae
Vegetação de ocorrência: Cerrado e Cerradão
Porte da planta: Arbóreo com 6-8 m de altura por 2-4 m de diãmetro de copa
Frutos por planta: 30-80
Época de coleta de frutos: Fevereiro e março
Dimensão do fruto: 9-15 cm de comprimento por 10-15 cm de diâmetro
Peso do fruto: 500-4.500 g
Cor da casca do fruto maduro: Amarronzada
Cor da polpa: Branca, amarela e rósea
Sementes por fruto: 60-190
Peso de 100 sementes: 300 g
Aproveitamento alimentar: A polpa é consumida 'in natura' ou na forma de sorvetes, sucos, geléias, doces, licores, bebidas, creme, compota, iogurte e recheios para bolos e chocolates.



Veja no tags RECEITAS - faça e prove algumas das culinárias com a fruta araticum.

Um comentário:

  1. O bruto é um dos mas saborosos frutos do Cerrado....Vamos presenrvar essa maravilha.=)

    ResponderExcluir

siga o blog