"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, todos vão entender que dinheiro não se come". ( VALDOMIRO MAICÁ)

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Embrapa identifica praga que ataca plantas de pinhão-manso no Cerrado


Pesquisadores da Embrapa Cerrados, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), identificaram na região do Cerrado um inseto-praga, vulgarmente conhecido como broca-do-pinhão-manso, atacando plantas de Jatropha curcas (pinhão-manso). Com relato de ocorrência em São Paulo, o besouro Cophes notaticeps, da família Curculionidae, foi observado em áreas experimentais e no banco de germoplasma da Unidade, localizada em Planaltina (DF). O pinhão-manso é estudado por pesquisadores da Embrapa em diferentes partes do Brasil por seu potencial para a produção de biodiesel.

Assim como a maioria das brocas, a fêmea do inseto perfura o tronco com o aparelho bucal, coloca seus ovos neste espaço e após a eclosão as larvas penetram no tronco e se alimentam dos tecidos internos da planta. "Com isso, os vasos que transportam a seiva vão sendo interrompidos e as plantas acabam morrendo As galerias internas feitas pelas larvas tornam a planta frágil e um vento forte é capaz de quebrar as plantas", explica o pesquisador Charles Martins de Oliveira.

siga o blog