"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, todos vão entender que dinheiro não se come". ( VALDOMIRO MAICÁ)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Abóbora gigante gera mistério e intriga dono de sítio

Tio de Schmitt posa com abóbora gigante em Blumenau. Foto: Jaime Batista da Silva/vc repórter


Uma abóbora de 38,5 kg nasceu misteriosamente em um sítio em Gaspar, a 14 km de Blumenau, em Santa Catarina. José Francisco Schmitt, um dos residentes do sítio, achou o enorme vegetal na segunda-feira (30), ao passar por um capinzal que servia como depósito de entulho.
"Fazia tempo que eu não passava pelo capinzal. É uma terra muito boa, mas nunca vimos isso acontecer. Posso garantir que nós não plantamos essas abóboras", afirmou.
Chico, como é conhecido, também se espantou com a casca branca do vegetal. "Teve gente que pensou que era um chuchu", brincou. Perto do capinzal, Schmitt achou outras abóboras com o tamanho fora do comum. "Vou deixá-las crescer até não poder mais", disse.
Embora a abóbora tenha intrigado a família, Schmitt diz que aprovou o sabor. "Ela é branca por fora, mas amarelinha por dentro. E muito doce". Em visita a Blumenau, onde a família tem uma sorveteria, a abóbora virou um sucesso. Mas por pouco tempo, avisa Chico: "ela vai virar sorvete de abóbora com coco".
Fonte: Terra noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

siga o blog